Home » blog » Mau hálito tem cura?

Mau hálito tem cura?

posts

Mau hálito tem cura? é o tema de hoje na sessão do “Pergunte ao Dr. Maurício Conceição”, com mais uma dúvida enviada em nossas redes sociais.

Muitos profissionais divulgam em suas contas do Instagram e Facebook ou nos canais do Youtube que a halitose tem cura.

Mas será que essa informação está correta?

Quando procuramos em dicionários a definição da palavra cura na área de saúde, encontramos método especial de tratamento, forma de combater uma doença ou restabelecimento da saúde. Mas ocorre que a halitose não é uma doença, e sim um sinal ou sintoma de que algo no organismo está em desequilíbrio, que tem de ser identificado e tratado.

Entretanto, muito mais importante que essas definições, o que percebo com meus pacientes é que quando eles têm uma expectativa de cura para sua alteração do hálito, eles esperam que o tratamento resolva definitivamente o problema, e que eles não terão de fazer mais nada pra manter o seu hálito agradável.

Infelizmente, não há nada mais distante da realidade do que essa expectativa. A conquista e manutenção de um hálito agradável depende do paciente seguir diariamente uma rotina de cuidados com seus hábitos de higiene dos dentes, gengiva, língua e garganta e cuidados com seus hábitos alimentares, além de outras recomendações que podem ser necessárias, dependendo de cada caso.

Esse é um aspecto muito importante do tratamento do hálito. Os melhores resultados só serão alcançados se o paciente seguir à risca todas as orientações, que não são difíceis, mas requerem um mínimo de disciplina e dedicação diária. Para ficar mais claro, o tratamento do mau hálito é como o tratamento do diabetes ou das doenças de gengiva, especialmente a periodontite, em que a palavra correta é controle e não cura. Ou, para um exemplo bem mais fácil de entender, assim como temos de usar desodorante e tomar banho diariamente, se não correremos o risco de ter a formação de maus odores, temos de cuidar de nosso hálito todos os dias também, do contrário o mau hálito poderá aparecer.

Resumindo: o termo cura não é adequado ao tratamento da halitose, o correto é controle, pois o paciente sempre terá de seguir uma rotina mínima de cuidados diários para a manutenção de um hálito agradável. E caso ele não siga algum dia, corre o risco do mau hálito se manifestar.

MUITAS VEZES NÃO BASTA SÓ TRATAR O HÁLITO

O tratamento do hálito costuma ser rápido e normalmente é possível ter um hálito agradável em poucos dias. Mas essa é apenas a primeira etapa, pois para os resultados serem excelentes, é necessário tratar também a segurança dos pacientes.

Já produzi conteúdos detalhados a respeito da segurança dos pacientes e criei inclusive testes para avaliar as chances em ter mau hálito ou para verificar as consequências psicológicas da halitose (foto), que quem se queixa em ter halitose desenvolveu. Com os cuidados de higiene e de alimentação adequadas os pacientes podem viver com segurança e espontaneidade em relação ao seu hálito, desenvolvendo uma boa autoestima e melhorando muito a sua qualidade de vida.

Teste Consequências Psicológicas da Halitose

Se você quiser aprender a conquistar e sempre manter um hálito fresco e agradável, me siga nas redes sociais (@drmauricioconceicao). E caso você também queira ter a sua pergunta comentada aqui, envie a sua dúvida ou sugestão clicando na aba contato.

Pra saber mais,  baixe o aplicativo Halitus no Google Play ou App Store e tenha acesso a muitos conteúdos em texto, vídeo e áudio e também a clínicas e profissionais em todo o Brasil, conheça os testes para avaliar o seu hálito e sua segurança, encontre produtos auxiliares confiáveis para a halitose e boca seca e saiba mais sobre os meus cursos online, tanto para profissionais iniciantes como para os mais experientes.

Sobre o autor

Dr. Maurício Duarte da Conceição - CRO SP: 34.205
- Cirurgião Dentista, proprietário da Clínica Halitus, com 6 mil tratamentos de halitose realizados pessoalmente e da Empresa de Produtos Halitus, desenvolvidos para auxiliar o diagnóstico e tratamento da halitose e boca seca
- Pós-graduado em Halitose (Especialização) pela São Leopoldo Mandic - Campinas / SP
- Mestre em Psicologia pela Universidade São Francisco - Itatiba / SP
- Membro fundador e ex-presidente da Associação Brasileira de Halitose (ABHA)
- Autor do livro Bom Hálito e Segurança! Metas Essenciais no Tratamento da Halitose, publicado em Português e em Espanhol, a mais completa obra já publicada sobre o tratamento do mau hálito
- Palestrante em Congressos Nacionais e Internacionais e autor de artigos científicos publicados no Brasil e no exterior, nas áreas de Halitose e Boca seca 
- Especialista de Dentística Restauradora pela USP - Bauru / SP

CADASTRE-SE E RECEBA

CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Fique tranquilo(a). Seus dados não
serão compartilhados com terceiros