Home » blog » A Boca Seca causa Mau Hálito?

A Boca Seca causa Mau Hálito?

posts

A boca seca causa mau hálito? Essa é a pergunta de hoje na sessão do “Pergunte ao Dr. Maurício Conceição”, uma dúvida enviada em nossas redes sociais e que também é uma causa de muita controvérsia e desinformação.

A reposta imediata para essa pergunta é, SIM, a boca seca pode causar o mau hálito!

Entretanto, a boca seca, quer seja ocasionada por uma baixa produção de saliva, chamada hipossalivação ou hipossialia, ou apenas uma sensação de boca seca mas com a produção salivar normal, causadas pela respiração bucal ou ronco, chamada  de xerostomia, é somente uma causa indireta do mau hálito, não provocando a halitose por si só.

A explicação é que o ressecamento dos lábios e bochechas causados pela hipossalivação ou xerostomia vão provocar um aumento na descamação de células epiteliais, que na verdade são minúsculas pelezinhas, que serão decompostas pelas bactérias responsáveis pelo mau hálito, que se alimentam de proteínas. Entretanto, essas pelezinhas são na verdade pedacinhos microscópicos de carne crua... e qual o cheiro da carne crua quando entra em decomposição? Pois é, dessa forma é que ocorre a liberação dos gases que provocam o mau hálito bucal.

Também existe uma outra questão muito importante:

É POSSÍVEL TRATAR O MAU HÁLITO SE NÃO CONSEGUIRMOS AUMENTAR A SALIVAÇÃO OU RESOLVER O PROBLEMA DE RESPIRAÇÃO BUCAL OU RONCO DOS PACIENTES? 

Nos meus cursos, em que ensino dentistas e médicos a tratarem o mau hálito costumo responder, “FELIZMENTE SIM”, pois determinados casos de boca seca são muito difíceis de tratar e por vezes não conseguimos aumentar a salivação ou resolver a respiração bucal dos pacientes. Mas, a ótima notícia é que independentemente de conseguirmos bons resultados em relação à boca seca, poderemos ter resultados excelentes em relação ao tratamento do hálito dos pacientes.

O IDEAL É O TRATAMENTO DO HÁLITO E DA BOCA SECA

Sem dúvida alguma, a grande vantagem de conseguir um bom resultado no tratamento da boca seca é que o paciente terá uma menor formação de placas bacterianas na língua, que é a saburra ou biofilme lingual, nos dentes e gengiva, que é a placa dental e nas amígdalas, que são os cáseos amigdalianos, que são as 3 principais causas do mau hálito, responsáveis por mais de 98% dos casos.

Nesse sentido existem bons produtos para aumentar a produção salivar por estimulos gustatórios ou mastigatórios (fotos), assim como tratamentos como a laserterapia, o TENS, os sialogogos farmacológicos ou a acunpuntura.

Halitus Hidrat Gotas - Sialogogo Gustatório

 

Sialogogos Mecânicos Halitus - Sialogogo mastigatório

Mas, caso não seja possível conseguir um bom resultado no tratamento da boca seca, conseguiremos controlar a formação dessas 3 placas bacterianas mediante uma rotina de higiene detalhada, com produtos e técnicas que tragam os melhores resultados possíveis.

Exemplos de casos em que é muito difícil ou até impossível melhorar a salivação dos pacientes são os danos irreversíveis às glândulas salivares causados por radioterapia de cabeça e pescoço e as situações em que o paciente faz uso de medicações essenciais à manutenção de sua saúde, que tem a diminuição da produção salivar como efeito colateral, entre outros. Felizmente, mesmo nesses casos é possível conquistar e manter um hálito fresco e agradável. 

Embora o tratamento do hálito seja possível mesmo nos casos em que o tratamento da boca seca seja de difícil resolução, sempre é possível e desejável trazer conforto aos pacientes e limitar os danos que a boca seca pode causar. Nesse sentido os lubrificantes bucais, substitutos salivares e a saliva artificial são importantes aliados, além de ensinar ao paciente uma rigorosa rotina de higiene bucal, pois o efeito protetor da saliva fica muito prejudicado nos casos de boca seca.

No Brasil o tratamento da halitose está muito ligado ao tratamento da boca seca. Entretanto, participando em diversos congressos de halitose no exterior, a importância dada a esse aspecto é bem menor, provavelmente por não ser necessário tratar a boca seca para ainda conseguir ótimos resultados em relação ao tratamento do hálito. Nesse sentido podemos dizer que o Brasil está um passo a frente, pois o ideal é sempre tratar as causas diretas e indiretas do mau hálito, para resultados duradouros, além do fato da saliva ser essencial à manutenção da saúde bucal e do organismo como um todo.

Se você quiser aprender a conquistar e sempre manter um hálito fresco e agradável, me siga nas redes sociais (@drmauricioconceicao). E caso você também queira ter a sua pergunta comentada aqui, envie a sua dúvida ou sugestão clicando na aba contato.

Pra saber mais,  baixe o aplicativo Halitus no Google Play ou App Store e tenha acesso a muitos conteúdos em texto, vídeo e áudio e também a clínicas profissionais em todo o Brasil, conheça os testes para avaliar o seu hálito e sua segurança, encontre produtos auxiliares confiáveis para a halitose e boca seca e saiba mais sobre os meus cursos online, tanto para profissionais iniciantes como para os mais experientes.

Sobre o autor

Dr. Maurício Duarte da Conceição - CRO SP: 34.205
- Cirurgião Dentista, proprietário da Clínica Halitus, com 6 mil tratamentos de halitose realizados pessoalmente e da Empresa de Produtos Halitus, desenvolvidos para auxiliar o diagnóstico e tratamento da halitose e boca seca
- Pós-graduado em Halitose (Especialização) pela São Leopoldo Mandic - Campinas / SP
- Mestre em Psicologia pela Universidade São Francisco - Itatiba / SP
- Membro fundador e ex-presidente da Associação Brasileira de Halitose (ABHA)
- Autor do livro Bom Hálito e Segurança! Metas Essenciais no Tratamento da Halitose, publicado em Português e em Espanhol, a mais completa obra já publicada sobre o tratamento do mau hálito
- Palestrante em Congressos Nacionais e Internacionais e autor de artigos científicos publicados no Brasil e no exterior, nas áreas de Halitose e Boca seca 
- Especialista de Dentística Restauradora pela USP - Bauru / SP

CADASTRE-SE E RECEBA

CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Fique tranquilo(a). Seus dados não
serão compartilhados com terceiros